LEIAM OS NOSSOS BLOGS

sexta-feira, 27 de março de 2015

Empresas organizam viagens para a Paixão de Cristo em Fazenda Nova, PE.

Espetáculo é encenado em réplica de Jerusalém.
(Foto: Luka Santos/ G1).

Temporada 2015 da encenação tem os atores Igor Rickli e Paloma Bernardi.

Viagens de ida e de volta juntas custam até R$ 25; confira detalhes.

Para os interessados em ir à Paixão de Cristo em Fazenda Nova, no Agreste de Pernambuco, mas não sabem qual transporte utilizar para chegar até lá, o G1 procurou algumas empresas que realizam o serviço. Os valores variam entre R$ 20 e R$ 25 por pessoa e, em uma delas, há opções de ônibus, micro-ônibus e vans.

De acordo com o supervior de operações da Caruaruense, Sérgio Dias, as saídas dos ônibus ocorrem no Terminal Rodoviário de Caruaru, a partir das 15h. "Em seguida, o veículo passa pelo Centro e vai para Fazenda Nova. 

Após o espetáculo, o motorista espera 20 minutos para os clientes retornarem. Há a possibilidade de disponibilizar outro veículo, caso tenha mais passageiros", explica. As viagens de ida e de volta custam o total de R$ 20.

Outra empresa que organiza as viagens para a Paixão de Cristo é a Arturismo, que cobra R$ 25, sendo a soma da ida e da volta. 

A instituição terá grupos saindo do Grande Hotel entre os dias 28 de março a 4 de abril, a partir das 16h. "As vendas são antecipadas e é necessário vir até a agência, portando documentos de identificação. Temos ônibus, vans e micro-ônibus, que serão disponibilizados a partir da demanda", conta a publicitária Renata Lagos.

Venda de ingressos
 
A Paixão de Cristo de Nova Jerusalém ocorrerá entre os dias 28 de março e 4 de abril. Este ano, o ator Igor Rickli interpreta Jesus e Paloma Bernardi interpretará Maria. Os ingressos custam de R$ 80 a R$ 120, a depender do dia. Haverá meia-entrada para estudantes e pessoas com até 14 anos. As compras podem ser realizadas no site de divulgação da Paixão de Cristo ou em pontos físicos.

O espetáculo teve início na década de 1950, por iniciativa da família Mendonça, a fim de divulgar a palavra de Jesus Cristo e para movimentar o comércio local. A cidade-teatro é uma réplica de Jerusalém, pensada por Plínio Pacheco em 1956 e tornada concreta em 1968. Com 100.000m², o espaço tem uma muralha de pedras de 9m de altura e 70 torres resguardando nove palco-plateias que remetem à época do Nazareno. Na última edição, atuaram Carlos Machado, Carol Castro e Meyrielle Abrantes, além de Fernanda Machado.

Serviço
 
Viagens para Fazenda Nova

- Caruaruense
Venda: Terminal Rodoviário de Caruaru e loja na Rua Visconde de Inhaúma, Centro
Telefones para contato: (81) 3722-1611/ 9104-9812
Valor: R$ 20

- Arturismo

Venda: Galeria do Grande Hotel, loja 2, na Avenida Rio Branco
Telefones para contato: (81) 3721-1279/ 9826-1742
Valor: R$ 25.

Do G1 Caruaru.

quinta-feira, 26 de março de 2015

Obras estão paralisadas no Complexo de Polícia Científica em Caruaru, PE.

Complexo de Polícia Científica terá IC, IML e IITB.
(Foto: Reprodução/ TV Asa Branca).

Prédio deveria ficar pronto em 300 dias, a partir de 19 de junho de 2011.

Outra obra da SDS também está fora do prazo no Bairro do Salgado.

Iniciadas em 19 de junho de 2011, as obras do Complexo de Polícia Científica estão paralisadas desde setembro de 2013 na Avenida Brasil, no Bairro do Salgado, Caruaru, no Agreste. O projeto, cujo valor é R$ 4.707.885,07, deveria ser aplicado em 300 dias. Já deveriam estar funcionando no local o Instituto de Criminalística (IC), o Instituto Médico Legal (IML) e o Instituto de Identificação Tavares Buril (IITB).

Em nota, a Secretaria Executiva de Gestão Integrada da Secretaria de Defesa Social de Pernambuco afirma que, "por motivos técnicos, a construtora responsável paralisou a obra e desde então a SDS busca, juridicamente, uma forma de concluí-la". E ainda informa que o Departamento de Engenharia da pasta está verificando o que foi feito e o que falta construir, a fim de que haja avaliação para retomada das obras. "Temos também o CPC Palmares e CPC Salgueiro, ambos encontram-se em fase de levantamento de remanescente e deverão passar pelo mesmo processo de inventário", complementa o documento.

Como as demandas não param, dois problemas surgem e o desenvolvimento de casos é prejudicado, conforme avaliação de Arquimedes Melo, especialista em Perício Criminal e Criminologia. "O [problema] de Caruaru é que nós vamos perder muito tempo. Com este centro, poderíamos fazer uma série de exames periciais como, por exemplo, exame balístico e exame de toxicologia forense (...). E, como não temos como fazer isso, temos que enviar a Recife e isso superlota".

Núcleo de Segurança Comunitária no Bairro do Salgado, Caruaru, Pernambuco (Foto: Reprodução/ TV Asa Branca) 
Prédio que abrigará núcleo é onde já funcionou a 2ªDelegacia (Foto: Reprodução/ TV Asa Branca).
 
Outra obra fora do prazo
 
Também no Bairro do Salgado, um dos mais populosos de Caruaru, há outra obra pública fora do prazo. Trata-se do Núcleo de Segurança Comunitária, cuja previsão de entrega era dezembro do ano passado. No local, já funcionou a 2ª Delegacia de Polícia Civil.

"É inaceitável que uma população como a do tamanho do Bairro do Salgado e São João da Escócia para prestar sua queixa, por exemplo, alguma ocorrência que aconteça, tenha que se digirir ao Bairro Maurício de Nassau ou, nos fins de semana, até a Cohab I e II", diz o líder comunitário Sebastião Luiz da Silva.

O G1 entrou em contato com a assessoria de imprensa da Secretaria Defesa Social e espera resposta sobre esta situação.

Do G1 Caruaru.

Estudantes da rede pública de Caruaru fazem reivindicações durante protesto.

Cerca de 200 alunos participaram do ato, segundo organização (Foto: Lene Correia/ Uesc).

Entre os pontos, estão a melhoria das instalações e serviços prestados.

Passe livre estudantil também é um dos tópicos da pauta dos estudantes.

Estudantes da rede pública de Caruaru se mobilizaram na manhã desta quinta-feira (26) e percorreram as principais ruas do Centro da cidade, no Agreste de Pernambuco. De acordo com a diretora de educação Lene Correia, da União dos Estudantes Secundaristas de Caruaru (Uesc), entre as reivindicações estão a melhoria das instalações e serviços prestados pelas unidades de ensino, além do passe livre estudantil e o apoio à pauta exigida pelos professores no estado.

"Queremos conscientizar os estudantes de que os problemas educacionais estão diretamente ligados às questões sociais e é preciso lutar", destaca também a diretora de educação da Uesc. Ela afirma ainda que a passeata reuniu cerca de 200 alunos de instituições das redes estadual e municipal.

Do G1 Caruaru.

terça-feira, 24 de março de 2015

Novo empreendimento para feirantes deve ser construído até 2017 em PE.

'Cidade das Compras' deverá ser construído a partir deste ano em Caruaru.


Diferença deste para o já apresentado é que espaços serão alugados.


Feirantes que trabalham no Parque Dezoito de Maio, em Caruaru, no Agreste de Pernambuco, contarão com uma área de comercialização em novo local. Chamado de “Cidade das Compras”, o espaço deverá contar com 15 mil boxes, cerca de 800 lojas e 200 quiosques, além de hotéis, restaurantes e estacionamento com capacidade para 13 mil veículos. A previsão é de que as obras sejam iniciadas ainda no primeiro semestre deste ano e que a conclusão ocorra em 2017, de acordo com os empreendedores.

Cidade das Compras, empreendimento a ser construído em Caruaru, Pernambuco (Foto: Reprodução/ TV Asa Branca)Empreendimento deverá ter 15 mil boxes, segundo
investidores (Foto: Reprodução/ TV Asa Branca).
 
O que difere este empreendimento do que foi apresentado pela prefeitura é que os comerciantes não precisarão comprar o espaço de negociação, mas alugar, ainda segundo os idealizadores. Para o investidor Elias Tergilene, a ideia é construir uma espécie de shopping popular às margens da BR-104, no sentido de Caruaru a Toritama. Os 460 mil metros de área e os dois quilômetros de extensão estão localizados após a Vila do Rafael, em um terreno na área de Riacho das Almas. “Nós vamos pegar uma feira que hoje está a céu aberto, na rua, e vamos colocar ela dentro de um emprendimento com toda infraestrutura para atender a todos os compradores. Nós queremos aumentar o potencial de venda da região”, aponta Tergilene.

O lançamento do projeto ocorreu no auditório do Espaço Difusora. A maior parte das pessoas que estiveram presentes ao evento trabalham na atual feira que funciona no Parque Dezoito de Maio. Os valores dos aluguéis ainda serão definidos e um cadastro será aberto para os interessados. O empreendimento deverá gerar de 15 a 20 mil empregos, ainda de acordo com os idealizadores.

Do G1 Caruaru.

Prefeitura registra veículos alternativos para atuar no Cidade das Compras.

Cidade das Compras será construído na BR-104
(Foto: Reprodução/ TV Asa Branca).

Governo de Riacho das Almas disponibiliza mil vagas para interessados.


Exigência é que motorista possua veículo com placa de aluguel regular.

Só poderão transportar passageiros para o Cidade das Compras, motoristas de transporte alternativo cadastrados. Os interessados devem se inscrever de forma gratuita na Prefeitura de Riacho das Almas, onde o empreendimento será instalado.

Há mil vagas para motoristas que morem ou não no município e que já atuem ou não na área. A exigência é que veículo tenha placa de aluguel (vermelha) e que seja regularizado, de acordo com a assessoria de imprensa da prefeitura. Para isso, é necessário levar RG, CPF e comprovante de residência.

Cidade das Compras
 
O espaço deverá contar com 15 mil boxes, cerca de 800 lojas e 200 quiosques, além de hotéis, restaurantes e estacionamento com capacidade para 13 mil veículos. A previsão é de que as obras sejam iniciadas ainda no primeiro semestre de 2015 e que a conclusão ocorra em 2017.

Serviço
 
Cadastro de veículos para atuar no Cidade das Compras
Local: Prefeitura de Riacho das Almas.
Endereço: Rua Justo Mota, sem número, Centro.
Prazo: sem especificação; até o fim das vagas.
Horário: das 8h às 13h.

Do G1 Caruaru.

Cidade das Compras terá espaço para pessoas de baixa renda e ambulantes.

Serão disponibilizados mil bancos para estes públicos, segundo consultor.

Haverá análise de renda para a seleção dos inscritos pelo site oficial.

Serão destinados mil bancos para ambulantes e pessoas de baixa renda no Cidade das Compras, de acordo com o consultor Jorge Quintino. O empreendimento será construído às margens da BR-104 no sentido de Caruaru a Toritama, logo após o povoado Rafael, em um terreno no município de Riacho das Almas, Agreste de Pernambuco.

“Haverá análise de cadastro para poder dar oportunidade de emprego a essas pessoas”, explica Quintino, que destaca o valor mensal do aluguel para estes dois públicos: R$ 80. As inscrições podem ser feitas a partir da próxima segunda-feira (30) no site oficial do Cidade das Compras.

Já para a compra de boxes, que também podem ser alugados ao custo de meio salário mínimo, o investimento será de R$ 9 mil, ainda segundo Jorge Quintino.

Do G1 Caruaru.

domingo, 22 de março de 2015

Caruaru registra 28mm de chuva em menos de 1 hora; Apac faz alerta a PE.

Centro e Gonçalves Ferreira são uns dos locais mais atingidos no município.


Pode chover além de 40mm em todas as regiões do estado, segundo agência.

Imagem do satélite GOES no canal infravermelho às 15h30 (local) do dia 21 de março de 2015 (Foto: Reprodução/ INPE/CPTEC)

Em outras regiões, deve chover à noite, segundo aApac (Foto: Reprodução/ INPE/CPTEC).

A Agência Pernambucana de Águas e Clima (Apac) registrou 28mm de chuva em menos de uma hora, em Caruaru, Agreste, neste sábado (21). As localidades mais atingidas foram Alto do Moura, Cidade Jardim, Centro, Gonçalves Ferreira e Primeiro Distrito; ainda não choveu em Terra Vermelha e no Segundo Distrito, mas, segundo a instituição, há a possibilidade.

Ainda de acordo com a Apac, pode chover acima de 40mm em todas as regiões do estado, incluindo outros pontos do Agreste, onde não há previsão de grande quantidade de água. "Nas demais regiões do estado, as chuvas devem começar no período da noite. Este aviso tem validade de 48 horas [a partir das 16h30]", conclui.

Do G1 Caruaru.

sexta-feira, 20 de março de 2015

Orçada em mais de R$ 5 milhões, obra de barragem está paralisada em PE.

Barragem Pedro Moura Júnior, em Belo Jardim, Pernambuco (Foto: Reprodução/ TV Asa Branca).

Localizado em Belo Jardim, reservatório deveria ficar pronto no mês de abril.

Obra de ampliação é de responsabilidade dos governos estadual e federal.

Estão paralisados os serviços de ampliação da Barragem Pedro Moura Júnior, localizada em Belo Jardim e responsável por abastecer este município, Sanharó e Tacaimbó, além de fornecer água para Poção e Alagoinha, todos no Agreste. Orçada em mais de R$ 5 milhões, a obra iniciou em agosto e a conclusão era esperada para o próximo mês. A responsabilidade é dos governos estadual e federal.

Gerente regional da Companhia Pernambucana de Saneamento (Compesa), Gilvandro Tito disse que houve dois problemas: a falta de recursos e a desapropriação de terras perto da barragem. "Na área que vai ser inundada, existem algumas residências. Essas construções terão que ser relocadas, mas têm que ser tratadas de uma a uma e são muitos proprietários. Por isso, está tendo esta dificuldade", explica.
Barragem Pedro Moura Júnior, em Belo Jardim, Pernambuco (Foto: Reprodução/ TV Asa Branca) 
Reservatório opera com aproximadamente 11% da
capacidade (Foto: Reprodução/ TV Asa Branca)
Sobre a falta de recursos, o gerente regional informa que, "em relação a contrapartida do governo do estado, está em dia. Em relação ao governo federal, está atrasado". Por meio de nota, o Ministério da Integração Nacional explica que foi verificada a necessidade de ajustes nos projetos apresentados referentes à barragem, e que o repasse de recursos só poderá ser feito depois da fase de adequação do plano de trabalho.
Depois das obras, a barragem poderá armazenar 38 milhões de metros cúbicos. Até lá e com a falta de chuvas, o reservatório está operando com aproximadamente 11% da capacidade, que é de 29 milhões de metros cúbicos. Mesmo assim, à espera da resolução dos trâmites burocráticos, os moradores próximos temem que "haja uma enchente, um rompimento e vá embora a água toda da barragem", diz o aposentado José Rabelo.

Do G1 Caruaru.

Em PE, Justiça multa TIM em R$ 2 milhões por danos morais coletivos.

Órgão julgou que empresa não coloca funcionários para atender clientes.

Em nota ao G1, operadora disse que ainda não foi intimada da decisão.

A Justiça Federal em Pernambuco (JFPE) condenou a TIM a pagar R$ 2 milhões por danos morais coletivos. De acordo com o órgão, a operadora estava desobedecendo resoluções da Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) que obrigam a colocar, à disposição do consumidor, funcionários em lojas físicas para realizar rescisão contratual, parcelamento de dívida, reclamação e solicitação de serviços. O juiz da 3ª Vara Federal, Frederico José Pinto de Azevedo, deu a sentença na quarta (18), mas a decisão só foi divulgada nesta sexta-feira (20).

Por meio de nota, a Tim informou ao G1 que "ainda não foi intimada da decisão". A empresa ainda reiterou o "compromisso com a qualidade da prestação dos seus serviços" e esclareceu  que "se pronunciará no momento oportuno." A empresa ainda pode recorrer no Tribunal Regional Federal.

Na decisão, o juiz afirma que "a norma é clara quanto à necessidade de se colocar à disposição do consumidor, sem prejuízo de outros meios, o atendimento presencial. Causa espanto que, passados cinco anos que a resolução entrou em vigor, o que ocorreu em 2009, esta norma ainda não tenha efetividade”. O magistrado diz ainda na sentença que o teor do relatório de fiscalização realizado pela Anatel, junto com a TIM e o Ministério Público Federal, em 13 de janeiro deste ano, revela que "a operadora continua se omitindo, já que ainda não havia cumprido o seu dever de prestar serviço adequado em relação aos 19 setores de atendimento presencial no estado (...) O reiterado descumprimento da norma pela ré gera dano irreparável à sociedade, que passa a acreditar que, neste país, o desrespeito ao cidadão é algo aceitável”.

De acordo com a JFPE, o valor da condenação será revertido em favor de um fundo previsto no artigo 13º da Lei da Ação Civil Pública. Na sentença, o juiz também determinou que a operadora deverá dar publicidade aos locais em que prestará atendimento presencial, informando-os no site da TIM e em jornal de grande circulação.
A TIM deverá, ainda, no prazo de 15 dias a contar da intimação da sentença, comprovar a implantação, em todo estado de Pernambuco, dos setores de atendimento presencial por pessoa devidamente qualificada. A pena por descumprimento é uma multa diária de R$ 200 mil.

G1 - Recife-PE.

quinta-feira, 19 de março de 2015

Entidades solicitam audiência com Governo do Estado para tratar de obras paralisadas.

  
Imagem: Blog Opinião.
 
Retomar a duplicação das rodovias PE-160 e BR-104 é uma questão de urgência, dizem representantes

O prefeito de Santa Cruz do Capibaribe, Edson Vieira (PSDB), recebeu na tarde desta quarta-feira (18) presidentes e diretores do Moda Center Santa Cruz, Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL Santa Cruz), Associação Empresarial de Santa Cruz do Capibaribe (Ascap), Associação Santa-cruzense de Contabilistas (Ascont) e Sindilojas.
A reunião, provocada pela união das associações representativas da indústria e do comércio do município, teve como tema central os prejuízos causados pela paralização nas obras de duplicação das rodovias PE-160 e BR-104, esta última iniciada há mais de cinco anos.

Recentemente, as mesmas entidades criaram um movimento em prol da duplicação. Intitulado “Duplica Já”, a iniciativa propõe a união de esforços para pressionar as autoridades quanto à retomada das referidas obras.

Edson Vieira recebeu um ofício das entidades, solicitando articulação para agendamento de audiência com o governador de Pernambuco, Paulo Câmara (PSB). O prefeito prometeu uma resposta para a questão já nos próximos dias. O secretário de Desenvolvimento Econômico do município, Bruno Bezerra, também participou da reunião.
 
Blog Opinião.

Alta do dólar traz consequências negativas para setor de confecções.


Manter o padrão de qualidade tem custado alto para setor.
(Foto: Reprodução/ TV Asa Branca).

Com a valorização da moeda americana, preço das negociações sobe.


Comerciantes, em Caruaru, dizem optar por diminuir margem de lucro.


A alta do dólar traz consequências negativas para o setor de confecções, em Caruaru, Agreste de Pernambuco. Com os insumos custando mais caro, comerciantes do setor, que teriam duas opções: repassar os custos para os consumidores ou assumir a diferença, optam por reduzir a margem de lucro. Com isso, manter o olho nas tendências e o mesmo padrão de qualidade tem custado alto. É que a maior parte dos produtos vem de países como Índia, China e Paquistão. Com a constante valorização da moeda americana, o preço das negociações também sobe.

O comerciante Pedro Miranda é um dos que escolheu não repassar a diferença de preços para o cliente. “[Se repassar] não tem venda. A gente faz uma média com o estoque que tem, com preços antigos, e tenta minimizar o lucro. É vender quase sem lucro. Até porque, mesmo vendendo barato, a gente está sentido queda nas vendas”, relata.

Para quem trabalha com artigos de origem nacional, a realidade não é tão diferente. Em um estabelecimento local, que compra mercadoria vinda de São Paulo e Minas Gerais, a alta da moeda também gera reflexos.

Segundo o representante comercial Eduardo Cesse, as negociações de tecidos com as fábricas do Sudeste estão 10% mais caras. Neste caso, o que soma são outros fatores. “Água, energia, a questão de que produtos químicos usados pelas indústrias, que são cotados em dólar, além do custo com o material humano e os próprios impostos", explica.

Do G1 Caruaru.

segunda-feira, 16 de março de 2015

Senador diz que não há justificativa para estar entre investigados.

Fernando Bezerra Coelho disse estar 'perplexo' com pedido de investigação.


Ele está entre os 50 nomes que tiveram inquéritos abertos no Supremo.


O senador e ex-ministro da Integração Nacional Fernando Bezerra Coelho (PSB-PE) disse em plenário do Senado nesta segunda-feira (16) que não há justificativa nem argumento "minimamente plausível" para a abertura de inquérito que irá apurar suposto envolvimento dele no esquema de corrupção na Petrobras investigado pela Operação Lava Jato.
Com Bezerra Coelho, aumentou para 50 o número de pessoas alvos de inquéritos relacionados à Lava Jato no âmbito do STF. Desses, 48 são políticos, entre senadores, deputados e ex-parlamentares. Dois governadores e um ex-governador serão investigados no Superior Tribunal de Justiça (STJ).
O pedido de investigação do senador Fernando Bezerra Coelho baseia-se na delação do ex-diretor da Petrobras Paulo Roberto Costa. Em depoimento dado em agosto do ano passado, Costa relatou que, em 2010, Bezerra Coelho pediu R$ 20 milhões para a campanha à reeleição do então governador de Pernambuco Eduardo Campos (PSB), morto em 2014 . Na época, Bezerra Coelho era secretário de Desenvolvimento da administração de Campos.

Segundo Paulo Roberto Costa, o pedido foi feito por Bezerra Coelho ao doleiro Alberto Youssef, que, de acordo com as investigações, era responsável por lavar dinheiro desviado de contratos da Petrobras.

"Devo confessar que os fatos acontecidos nos últimos dias me deixaram absolutamente perplexo. Sem nenhuma justificativa ou argumento minimamente plausível, tive meu nome incluído entre os agentes públicos que estão sendo investigados na Operação Lava Jato.", afirmou o senador.

Bezerra Coelho também questionou a inclusão do seu nome na lista de políticos que serão investigados pela Lava Jato dias depois do pedido de abertura de inquérito contra 49 pessoas. Ao comentar o fato, o senador questionou se ainda faltam outros nomes para serem investigados e se a inclusão de seu nome foi motivada por "pressões externas".

"O que espanta nesse caso é que o Ministério Público Federal teve nada menos do que quatro meses para analisar depoimentos, recomendar diligências, reunir material e fazer o trabalho que considerasse o mais correto. Passado esse período, foi criada uma enorme expectativa com relação à lista da Procuradoria Geral da República, entregue ao Supremo Tribunal Federal no dia 4 de março. Uma semana mais tarde, no dia 12, fico sabendo pela imprensa que o Ministério Público Federal resolveu adicionar meu nome à relação, sem que nenhum fato novo tivesse ocorrido.", disse.

O senador Fernando Bezerra Coelho durante discurso no plenário do Senado (Foto: Marcos Oliveira/Agência Senado) 
O senador Fernando Bezerra Coelho durante
discurso no plenário do Senado
(Foto: Marcos Oliveira/Agência Senado).
"Uma atualização tardia e desconectada de sentido. Afinal, ainda faltam outros nomes? Alguém que deveria estar entre os investigados ficou de fora? Houve falha nos procedimentos iniciais? Ou foram pressões externas à estrita investigação dos resultados?", questionou o senador.

Eduardo Campos

Durante o seu discurso no plenário do Senado, o senador Fernando Bezerra Coelho também criticou o que chamou de "ataques sem fundamento" contra o ex-governador de Pernambuco Eduardo Campos, morto em acidente aéreo durante a campanha à Presidência da República no ano passado. O senador disse que tem a "missão" de defender o legado de Campos.

"A minha missão é redobrada pois assumo aqui o compromisso de defender também a memória e o legado do nosso ex-governador Eduardo Campos, outra vítima de ataques sem nenhum fundamento. Eduardo não está mais aqui para erguer a sua voz. Portanto, cabe-nos a tarefa de fazê-lo com a mesma altivez", concluiu o senador do PSB.

Do G1, em Brasília.

Ato no Recife pede impeachment de Dilma e protesta contra corrupção.

Caminhada no Recife começou às 10h30, na Avenida Boa Viagem (Foto: Katherine Coutinho / G1).

Movimentos 'Vem pra Rua' e 'Estado de Direito' estão na manifestação.


Caminhada saiu da Padaria Boa Viagem e seguiu até o 2º Jardim.

Movimentos populares participaram neste domingo (15), no Recife, de um ato contra a corrupção, pedindo apuração rigorosa dos crimes apontados pela operação Lava Jato e também o impeachment da presidente Dilma Rousseff. A concentração começou às 8h junto à padaria Boa Viagem, na orla da zona sul recifense. De acordo com a Polícia Militar, a estimativa é de que entre 8 e 10 mil pessoas participaram da manifestação. A Companhia de Trânsito e Transporte Urbano do Recife falou em 15 mil participantes. Representantes dos movimentos Vem Pra Rua e Direita Pernambuco, presentes ao ato, estimaram em 50 mil o total de pessoas.
 
No Recife, movimento 'Vem pra Rua' chega para manifestação trazendo boneco gigante que representa juiz da Operação Lava Jato (Foto: Katherine Coutinho / G1) 
Movimento "Vem pra Rua" chega para manifestação
trazendo boneco gigante que representa juiz da
Operação Lava Jato (Foto: Katherine Coutinho / G1).
 
Às 10h30, a caminhada começou. Os primeiros manifestantes chegaram ao ponto final do ato, no Segundo Jardim, pouco antes do meio-dia e cerca de meia hora depois o protesto tinha terminado. A Polícia Militar não registrou nenhuma ocorrência durante o ato.

Os integrantes do "Vem para a Rua" trouxeram faixas, narizes de palhaço, cartazes e um boneco gigante representando um juiz, em alusão ao julgamento do processo da Lava Jato. "Nosso protesto hoje é contra a corrupção, a favor da ética na política e pela apuração dos crimes da Lava Jato, com punição dos culpados, independente de partido", diz um dos integrantes do Vem Pra Rua no Recife. Ele não quis se identificar para a reportagem do G1.

O estudante de história Diego Lajedo faz parte do movimento Estado de Direito, um dos que convocou na internet o evento desta manhã. "A gente pede exclusivamente o impeachment da presidente Dilma. Acreditamos que seja possível, através do depoimento do doleiro Albert Youssef. Ela no mínimo incorreu em crime de omissão, ou seja, crime contra a administração pública. E também o crime de responsabilidade, por não indiciar as empreiteiras na lei anticorrupção, fora a compra [da refinaria] de Pasadena [EUA]", afirma Diego.

Movimento 'Estado de Direito' pede impeachment da presidente Dilma em ato no Recife (Foto: Katherine Coutinho / G1) 
Movimento 'Estado de Direito' pede impeachment
da presidente Dilma em ato no Recife
(Foto: Katherine Coutinho / G1).
 
A professora aposentada Elze Rebelo afirma que veio para a manifestação por estar cansada da corrupção. "Estou aqui por causa da falta de ética, da corrupção. As pessoas precisam lembrar que dinheiro público é dinheiro do povo", afirma Elze, que se uniu ao movimento Vem Pra Rua para o ato deste domingo.

O administrador de empresas Hugo Lins, que apoia o movimento “Vem pra rua”, estava vendendo camisetas “Basta” na concentração do ato no Recife. Cada uma custa R$ 15. “É uma forma de ajudar a financiar o movimento. Tem os narizes de palhaço, ambulância, médico, aluguel de trio...”.

O empresário Fernando Caldas, lider do movimento Resgata Brasil, defende a importância da investigação da operação Lava Jato. "A operação é o instrumento legal jurídico para poder pedir o impeachment. Temos um projeto de educação política no Resgata Brasil. O brasileito não tem educação política e acaba sendo enganado por marketing", diz.

Concentração de manifestação no Recife, neste domingo (Foto: Katherine Coutinho / G1)
Concentração de manifestação no Recife, neste domingo (Foto: Katherine Coutinho / G1).

O deputado federal Jarbas Vasconcelos (PMDB) está na manifestação. "O Brasil nunca viveu uma situação como essa. Acho que as pessoas têm que vir para a rua mesmo protestar assim, de forma pacífica. Eu mesmo não proponho o impeachment. Isso é algo que tem que vir de fora para dentro. Collor começou nas ruas", afirma Vasconcelos.

O movimento Heróis de 1817 é outro que participa do ato deste domingo. O nome do grupo faz alusão à Revolução Pernambucana, que defendia a independência. "Estamos aqui contra os roubos, contra a corrupção e a violência. Não cabe a nós, como maçons, pedir impeachment. Queremos apenas o fim desses roubos descarados", diz Adeíldo Penha, líder do movimento.

Na concentração, vários manifestantes carregaram cartazes e havia caixas de som que tocavam músicas pedindo o impeachment. O saxofonista Roberto Silva tocou o hino nacional e também o hino de Pernambuco. Quando o sinal fechava, os manifestantes ocupavam a faixa de pedestres. Ouviam-se gritos de 'Fora Dilma'.

Além das equipes da CTTU, soldados do 19º batalhão da Polícia Militar também trabalharam durante a manifestação. Um bloqueio foi montado na altura da Avenida Antônio Falcão, desviando o trânsito do bairro de Boa Viagem. Os carros seguiam pela Antônio Falcão somente até acessar a Conselheiro Aguiar. Os veículos também foram desviados pela contramão, na Rua Padre Bernardino Pessoa.

Do G1 PE.

domingo, 15 de março de 2015

Paulo Júnior do Salgueiro diagnosticado com Leucemia.



(Foto: Héliton/InFoto / Site Oficial do Salgueiro).


Importante atacante do atual elenco do Salgueiro, que disputa o Campeonato Pernambucano desta temporada está fora de combate logo após a sua estreia pelo Tricolor Sertanejo. A torcida do Carcará vai ter que esperar mais um pouco pra ver o atleta novamente em ação nos gramados e isso por tempo indeterminado. Atleta fez avaliações clínicas e os exames constataram: Paulo Júnior foi diagnosticado com leucemia.

O atacante Paulo Júnior do Salgueiro que na semana passada se sentiu mal, chegando inclusive a desmaiar no quarto de um hotel onde está hospedado em Salgueiro. Foi internado no Hospital Regional de Juazeiro, na Bahia. Depois dos exames, os médicos chegaram a uma conclusão: Paulo Júnior, está com leucemia.

Paulo Júnior deixou o Hospital Regional de Juazeiro, na Bahia e foi transferido para o Hospital do Imip no Recife, onde fará o tratamento de quimioterapia, na tentativa de fazer regredir a doença.

Logo no primeiro jogo, diante do  Moto Clube,  Paulo Júnior caiu na graça do torcedor do Carcará. Estreou contra a equipe maranhense. Deu um passe pra Victor Caicó, marcar o primeiro gol e fez mais dois na vitória do Salgueiro em partida válida pela Copa do Nordeste.

Na semana passada, Paulo Júnior se sentiu mal. Foi levado para o Hospital Regional de Juazeiro, na Bahia. O médico Carlos Frederico de Barros do Salgueiro explicou Foi medicado, mas após 48 horas não teve melhora.

Atacante foi submetido a uma bateria de exames onde foi constatado que ele está acometido de leucemia que é um tipo de câncer que ataca o sangue das pessoas. “A leucemia foi diagnosticada através de um mielograma -que é um dos exames para avaliação da medula óssea. É uma doença a nível da medula, onde a pessoa não tem a produção de células para defesa do organismo. Quando não se tem a produção dessas células, a pessoa fica suscetível a pegar infecções”.

Paulo Júnior foi contratado no início do ano pelo Salgueiro e fez apenas três jogos pelo Carcará. O último foi sábado (07) quando atuou diante do Serra Talhada. É Potiguar, 31 anos e com bagagem internacional, onde atuou por clubes na Coreia do Sul, Emirados Árabes, Arábia Saudita e Oriente Médio. Aqui no Brasil, atuou no Baraúnas foi onde foi revelado, no Campinense, América de Natal e agora no Salgueiro.

sábado, 14 de março de 2015

Em Pernambuco, preço do botijão de gás de cozinha tem reajuste de 12%.

Após aumento, produto poderá custar entre R$ 42 e R$ 55.


Reajuste é fruto de outros aumentos, como o da energia elétrica.



Nos próximos dias, o preço do botijão de gás de cozinha deve ser reajustado, em Pernambuco.

 O gás liquefeito de petróleo (GLP) - como é chamado o gás de cozinha - custava entre R$ 38 e R$ 48,90, segunda a última pesquisa feita pela Agência Nacional do Petróleo, no Recife. Após o aumento, que pode chegar até 12%, o valor do produto pode variar entre R$ 42 e R$ 55.

De acordo com Francine Gulde, que é presidente do Sindicato dos Revendedores de Gás de Pernambuco (Sinregás-PE), o aumento do preço se justifica pelo custo das revendedoras, que também aumentou. "Desde janeiro, [esse custo subiu] com o aumento do salário mínimo; no começo de fevereiro, teve o aumento dos combustíveis, que foi muito elevado", explica, lembrando ainda da tarifa da energia elétrica e dos encargos sociais na folha de pagamento.

Em algumas revendedoras, o botijão já está sendo vendido com reajuste. No entanto, o Sinregás-PE destaca que o aumento é variável, dependendo dos custos de cada revenda. O sindicato orienta também que o consumidor pesquise os preços nas revendas legalizadas e solicite a nota fiscal no ato da compra.

Do G1 PE.

UFPE reabre concurso para professor no Recife e em Caruaru.

Decisão ocorreu devido à falta de candidatos inscritos nas áreas.

Instituição oferece 5 vagas; salários vão de R$ 2.394,74 a R$ 8.344,64.


A Universidade Federal de Pernambuco (UFPE) reabriu as inscrições para cinco vagas de professor até 9 de abril. As posições são referentes ao edital 101/2014, que ofereceu 49 vagas no regime de 20 horas e dedicação exclusiva. Prevista no edital, a reabertura ocorreu devido à falta de candidatos inscritos nas áreas. Os salários vão de R$ 2.394,74 a R$ 8.344,64.
As vagas são para o Campus Recife e Centro Acadêmico do Agreste (CAA), em Caruaru, nas classes de assistente (titulação mínima de mestrado) e adjunto (titulação mínima de doutorado). No Recife, as vagas reabertas são para docentes nos departamentos de Ciência da Informação, de Geologia, de Engenharia de Minas e de Estatística. Já em Caruaru, a vaga é para o Núcleo de Tecnologia.

As inscrições devem ser feitas na diretoria dos centros acadêmicos que oferecem as vagas, no período de segunda a sexta-feira, em horários indicados no edital, disponível no site da Pró-Reitoria de Gestão de Pessoas e Qualidade de Vida (Progepe) da UFPE. A taxa de inscrição custa R$ 200. O concurso será realizado através de provas escritas e didáticas e julgamento de títulos.

Do G1 PE.